[Resenha] A elite (the selection #2) - Kiera Cass

20:11

Nome: A elite
Título original: The elite
Editora: Seguinte
Autor (a): Kiera Cass
Ano: 2013
Nº de páginas: 351
Trilogia: A seleção #2
Avaliação: 



A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.
America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz.








Uma fofura *-*

  Por ser uma leitura calma, tal como no primeiro exemplar, A elite também é uma ótima aposta para quem quer ler apenas para relaxar.

  Todo o palácio está em clima de suspense. Se com trinta e cinco garotas a disputa era acirrada, agora que só restam seis, a competição está uma loucura. America Singer, nossa querida protagonista, continua indecisa. Ela se apaixonou pelo príncipe, não resistiu ao encanto que cerca Maxon. A única coisa que a impede de se jogar de vez nessa paixão, é Aspen. A jovem candidata não consegue se decidir entre o encanto de Maxon, e a segurança que Aspen lhe proporciona.

  Em A elite os ataques rebeldes contra o palácio são mais frequentes, o que elevou a parte distópica do livro. A narrativa tem o mesmo nível de A seleção , ela flui de maneira natural, de uma forma que a leitura fica agradável e quando menos se espera, o livro acabou. O foco do romance continua presente e da mesma forma do livro anterior, tranquila.

  Nesse segundo livro a Kiera explorou um pouco mais as personalidades dos personagens. Ela tirou Maxon do altar e nos mostrou o lado humano dele, assim como todo ser humano ele também é propenso a acertos e falhas. Os sentimentos do príncipe também estão se aflorando, assim como suas atitudes dúbias. A Kiera não explorou apenas a personalidade de Maxon, essa mudança também pode ser notada em outros personagens. No primeiro livro, a autora formou uma base e agora brinca com as possibilidades e deixa a cabeça do leitor cheia de possíveis alternativas a respeito do decorrer da trama.

  Quanto a America, o que mais pesa em sua decisão em relação a Maxon é a responsabilidade que ela vai ter que arcar caso o escolha. Ela se sente insegura com relação a tudo isso. E confesso que as atitudes dela me surpreenderam a cada capítulo.

  A evolução é evidente, tanto como romance, quanto como distopia. A elite superou todos os limites, e como era esperado, está melhor que A seleção.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Olá, tudo joia?!
    Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
    Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
    http://manyelly.blogspot.com.br/
    http://www.pinterest.com/manyelly/
    Sucesso para você!!!
    Bjo

    ResponderExcluir