[Resenha] Sete minutos no paraíso - Rafaella Vieira

09:39

Nome: Sete minutos no paraíso
Autor (a): Rafaella Vieira
Nº de páginas: 184

Raquel só se veste de preto, é extremamente antissocial e se acha a esquisitice em pessoa. Diego é só mais um garoto de 16 anos louco por videogame e filmes de terror. Os dois cresceram juntos e são amigos inseparáveis. Mas um dia ela percebe que está perdidamente apaixonada por ele. S2
















Um livro que só pode ser definido em uma palavra: Hilário. Sete minutos no paraíso é um romance, mas poderia muito bem ser classificado como comédia. Adorei! A combinação perfeita. E o que mais me cativou nesse livro foi ver cenários que fazem parte do meu cotidiano narrados ali, naquelas páginas. Rafaella Vieira é de Recife (minha cidade linda e amada), e saber que a autora era da minha cidade foi incrível, pois normalmente os autores nacionais são da região sul. 

-Raquelzinha, querida, o que está acontecendo? Você está usando drogas?-Não, mãe, estou limpa e sóbria há 16 anos.

O livro conta a história de Raquel, uma garota de dezesseis anos que gosta de se vestir de preto e se considera estranha. Mas tudo muda quando ela percebe que está loucamente apaixonada pelo seu melhor amigo. Diego é como qualquer adolescente, viciado em videogames e filmes de terror. Eles cresceram juntos e sempre foram melhores amigos, contando seus segredos mais íntimos e passando todo o tempo livre na companhia um do outro.

Ao perceber que está apaixonada por Diego, Raquel está a ponto de enlouquecer, pois como ele é seu único amigo, ela não tem para quem contar o que está acontecendo. Passar os dias na companhia dele começa a se tornar uma tortura, então, ela decide criar um plano para conquistá-lo.

-Oi, Raquel, algum problema?

Deixe-me pensar... Estou condenada a repetir de ano porque não consigo assimilar nada durante as aulas, pois estou seriamente apaixonada pelo cara que senta na minha frente e tudo o que penso durante as explicações dos professores sobre Trigonometria é qual seria o ângulo perfeito para que o Diego encostasse a boca na minha. Então, acho que não tenho problema nenhum. Está tudo ótimo para mim. A minha vida é uma maravilha.

Cada capítulo tem o trecho de uma música no começo, e em muitos momentos me lembrei de uma amiga minha, pois assim como a Raquel, ela é louca por Tokio Hotel (eu não). Mas achei interessante a escolha de músicas, muitas delas eu ainda não tinha ouvido, outras eu nem conhecia a banda...

A narrativa é rápida e flui de maneira bem natural. A história toda é simplesmente incrível e não encontrei defeitos em nada. Rafaella criou um romance que não é no estilo clichê e piegas ao qual eu estava acostumada, a história de Raquel e Diego é recheada de comentários irônicos e diálogos sarcásticos. Me identifiquei com a Raquel na parte de se apaixonar pelo melhor amigo e não saber o que fazer (quem nunca?). Fiz um tour mental pela minha cidade maravilhosa e agora vou olhar para ela de uma forma completamente nova. E encontrei várias gírias usadas por mim e meus amigos. HAHA!

Sete minutos no paraíso é uma leitura rápida (li em uma noite) mas não deixa de ser uma excelente escolha para os que querem diversificar o gosto literário. Na verdade, é uma leitura leve e relaxante. Prepare-se para rir bastante com a falta de jeito da Raquel. Com a mãe dela, e com o irmãozinho gênio dela.

Avaliação: 

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe