[Resenha] Obsidiana, Saga Lux #1 - Jennifer L Armentrout

00:30

Nome: Obsidiana
Autor (a): Jennifer L. Armentrout
Nº de páginas: 320
Série: Saga Lux #1

Começar de novo é uma porcaria. Quando nos mudamos para West Virginia antes do último ano de curso, eu tinha me resignado ao sotaque engraçado, ter conexão de internet ruim e me cansar da vida monótona como uma ostra... Até que eu vi meu vizinho sexy, tão alto e com esses impressionantes olhos verdes. As coisas pareciam estar melhorando. E então ele abriu a boca. Daemon é insuportável e arrogante. Nós não nos damos bem. Nada, nada bem mesmo. Mas quando um estranho me atacou e Daemon congelou o tempo, literalmente, com um movimento de sua mão... Bem, algo aconteceu... Inesperado. O sexy alienígena que vive do outro lado da rua. Sim, você ouviu direito. Alien. Acontece que Daemon e sua irmã têm uma galáxia cheia de inimigos que querem roubar suas habilidades, e o toque de Daemon fez com que eu parecesse um daqueles sinais luminosos em Las Vegas. A única maneira de sair dessa viva é ficar colada a Daemon até que minha "luz" extraterrestre se apague. Isso se eu não matar a Daemon antes, claro.


Sabe quando você se identifica com a personagem principal já nas primeiras linhas? 
Comigo foi assim. A Katy é blogueira literária e tem uma mãe enfermeira (Se ela tivesse uma irmã mais nova fechara o pacote).

Mas não foi só com isso que me identifiquei. Alguns traços da personalidade dela são muito parecidos com a minha forma de ver o mundo também. E todo leitor sabe que quando nos identificamos com o personagem, a leitura é bastante rápida. Li Obsidiana em dois dias, mas só porque tive que estudar, acho que se minha rotina estivesse mais tranquila, eu teria lido em poucas horas.

O livro começa com Katy desempacotando seus pertences em sua nova casa. Após 3 anos da morte do pai, sua mãe decidiu se mudar da Flórida e recomeçar sua vida em West Virginia.

Acostumada com a cidade grande, Kat teme a mudança radical no seu estilo de vida. Sua mãe, na tentativa de incentivar Katy a fazer novos amigos, diz que na casa ao lado moram dois jovens que aparentam ter a idade dela e praticamente a obriga a ir falar com os vizinhos.

E é aí que conhecemos Dee e Daemon Black, os gêmeos mais opostos que já tive o prazer em conhecer.

Dee tem uma personalidade marcante e conquista qualquer um com poucas palavras. Divertida e sempre alto astral, rapidamente se torna amiga de Kat. Daemon com seus belos olhos verdes  é o completo oposto. Arrogante e quase sempre de mal humor, gosta de deixar claro que detesta Katy e não aceita que ela seja amiga de sua irmã.

Os gêmeos guardam um segredo, e Katy desconfia desde o início, mas não tem a menor ideia de tudo que está em jogo. Ou onde se meteu.

A narrativa flui de maneira rápida e consistente, se apegando aos detalhes mais importantes e sem deixar a desejar em nenhum momento.

Minhas partes favoritas são as discussões entre Daemon e Katy. As constantes alfinetadas e trocas de insultos dão um tempero a mais a história e arrancam muitas risadas do leitor.

O desfecho é surpreendente e cheio de emoções. Estou surpresa com a forma como esse livro foi me conquistando aos poucos e agora está na minha estante de favoritos.

Indico a todos que estão buscando uma leitura de outro mundo!

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe