Seguir seus sonhos é difícil, mas necessário

00:30

Reprodução/Tumblr


Tenho 20 anos. São duas décadas existindo no universo. Quando eu tinha cinco anos eu aprendi a ler. Cara, foi uma coisa bem louca. Eu descobri o mundo dos livros e minha imaginação ganhou asas tão fortes que nunca mais se fecharam.

Eu passava todos os intervalos na biblioteca, e se você pensa que eu ficava olhando as figuras dos livros e lendo um parágrafo por página está errado. Eu gostava dos livros com poucas imagens, pois gostava de como as cenas surgiam em minha cabeça a cada linha que eu terminava de ler – sozinha! – e achava aquilo incrível.

O tempo foi passando e, oito anos depois, eu comecei a rascunhar minhas primeiras crônicas. Eram pequenos textos que eu escrevia nas últimas páginas do meu caderno durante a aula. Honestamente, não me lembro do que eu escrevia e acabei perdendo tudo que escrevi nesse período.

Em 2011, durante uma aula de português de uma professora que eu detestava – e o sentimento era recíproco – eu comecei a ter ideias. Eram pensamentos e perguntas sobre a vida de um personagem que surgiu de forma aleatória em minha cabeça. Foi assim que surgiu meu primeiro livro.

No ano seguinte, eu já tinha escrito um livro. Nossa, como eu fiquei empolgada. Eu não apenas uma leitora. Eu escrevia também. Em 2012, escrevi Vida Obscura. Fiquei eufórica quando finalizei meu segundo livro. Então, comecei a traçar planos de publicação. Fiz uma lista das minhas editoras favoritas e comecei a pesquisar na internet como enviar o meu original, daquela história que estava tirando o meu sono de tão empolgada que estava, para ganhar vida e preencher as prateleiras das minhas livrarias favoritas.

Foi aí que a realidade começou a mostrar suas garras e rir do meu sonho. Todas as editoras que eu enviava meu livro recusavam sem piscar e algumas sequer me respondiam. O sonho de me tornar escritora ia morrendo dentro de mim a cada “não”. Até a minha paixão por ler foi abalada nessa época.

O que aconteceu depois você estão cansados de saber. Meu livro foi aceito, mas acabei não publicando por causa do valor e o prazo que a editora determinou. Publiquei com uma editora que cobrou um valor mais baixo e acabei no prejuízo, pois a editora sumiu e fiquei com caixas e mais caixas de livros no meu quarto que eu não conseguia vender.

Vi meu sonho de infância se desfazer em minhas mãos como areia. Uma parte de mim estava morrendo também. Se eu não ia me tornar escritora, o que eu seria? Eu nunca tive um plano B.

Um amigo me convenceu a publicar com outra editora e quando as coisas pareciam melhorar, foi tudo por água abaixo novamente.

E aqui estou eu. Olhando para a tela do computador, digitando tudo que está rodando aqui dentro para tentar entender e criar um novo plano. Mas a verdade é que tá difícil.

Não quero ser famosa, ou virar ídolo de alguém. Só quero publicar as histórias que tenho guardadas na minha cabeça e vê-las nas livrarias, sendo folheadas por leitores apaixonados pelo cheirinho de livro novo, como eu.

Se você tem um sonho e, assim como eu, está passando mais tempo limpando a poeira de uma queda que ficando em pé e aproveitando os bons momentos, saiba que é difícil. Muito difícil.

Vai ter dias que você vai acordar e querer chorar todas as decepções que a vida joga em cima de você. Vai ter dias que você vai acordar determinado a fazer diferente e a realidade vai te dar uma rasteira.

Mas, como dizia Walt Disney: “If you can dream it, you can do it” (Se você pode sonhar, você pode fazer). Esse é o meu mantra. A frase que repito todos os dias para mim mesma. Pois é uma verdade. Se você é capaz de sonhar, você é capaz de lutar, correr atrás e conquistar tudo o que deseja.

O caminho não vai ser fácil, sou a prova que os momentos difíceis mexem muito com a gente, mas se tudo que vem fácil, vai fácil, significa que se meu caminho está sendo difícil e se tem tantos obstáculos caindo em cima de mim é por que tem alguma coisa muito boa me esperando lá na frente.

Então, se o seu sonho parece distante e inalcançável, repete aquela frase que falei ali em cima. Repete até que ela se torne parte de você. Lembre-se que se tá difícil agora é por que tem algo incrível te esperando mais a frente.

Não sei quando esse algo incrível vai chegar. Sei que provavelmente ainda vou enfrentar muita coisa antes de conquistar tudo o que desejo, mas é essa fé em provar para todos que eu sou capaz que me faz levantar, limpar a poeira e lutar novamente.


Seguir nossos sonhos. Lutar por aquilo que acreditamos quando muitos dizem que é impossível pode ser bem difícil. Mas é necessário. 

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe