[Resenha] Jogos Vorazes, The Hunger Games #1 - Suzanne Collins

02:00

Nome: Jogos Vorazes
Título original: The Hunger Games 
Autor (a): Suzanne Collins
Ano: 2011
Nº de páginas: 397
Avaliação: 
Trilogia: The Hunger Games #1

Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?















   Eu conheci Jogos Vorazes por intermédio do filme, ou seja, quando li o livro já tinha uma vaga noção dos acontecimentos, e isso meio que mexeu com meu senso crítico, pois como já estava apaixonada pela história em si, fica complicado fazer uma analise crítica, na verdade eu nunca vou conseguir fazer uma analise crítica de livros como Jogos Vorazes, Percy Jackson, A seleção, Harry Potter e Fallen, pelo simples fato de ter me apaixonado por todas elas. Mas o universo distópico criado por Collins, leva o leitor a um mundo que ele nunca sonhou existir.

 Em  Jogos Vorazes  somos apresentados ao mundo distópico em que o sistema de governo é completa e totalmente rigoroso. Onde antes era a América do Norte, há um país chamado Panem, que é dividido em 12 distritos que vivem em completa miséria e são submissos da Capital. Com um sistema de regras impostas principalmente para Amedrontar os moradores dos distritos. Todo ano para relembrar aos distritos quem está no poder, a Capital organiza os chamados Jogos Vorazes, que funcionam da seguinte maneira: são recolhidos de cada um dos doze distritos, dois jovens, um garoto e uma garota, entre 12 e 18 anos para lutarem até a morte em um reality show que é no mínimo bizarro e macabro.

   Katniss Everdeen é uma jovem de 16 anos, que após a morte de seu pai, teve que assumir a responsabilidade de cuidar do sustento de sua mãe, que desde o falecimento do marido está em uma constante depressão, e Primrose, sua irmãzinha mais nova que ela tanto ama. Elas vivem na parte mais pobre do distrito doze (que em si, já é o distrito mais pobre de toda Panem), e para garantir que sua mãe e sua irmã tenham comida na mesa, Katniss caça (uma prática proibida por lei) na floresta. Com a ajuda de seu companheiro de caça Gale, que também perdeu o pai, e também é responsável pelo sustento da família, eles se aventuram além da cerca de proteção do 12, em busca de qualquer coisa que eles possam vender/trocar. Mas, apenas a caça não seria uma garantia de vida estável, sendo assim, em troca de mais alimentos, tanto Katniss, quanto Gale, pegam suprimentos em troca de terem o nome colocado repetidas vezes para a colheita, tornando ainda maiores as chances de serem chamados.

   Na manhã da nada aguardada colheita, uma surpresa terrível, o nome chamado é: Primrose Everdeen. E como Katniss não suporta a chance de ver a irmã ser enviada para uma morte certa, se apresenta como voluntária, e é mandada para a Capital como tributo, junto com Peeta Mellark, o filho do padeiro. Onde são preparados da melhor forma possível ao lado de 22 outros tributos. A cada dia que se passa, o momento de ir para a Arena se aproxima. Quem será o vencedor da 74º edição dos Jogos Vorazes?

   A dinâmica criada por Suzanne Collins cria um clima que é ao mesmo tempo instigante e tenso, com uma pitadinha de humor e romance aqui e ali, que deixam a história um pouco mais leve. O leitor acompanha o drama que envolve os pensamentos dos personagem, e suas ações, também é possível acompanhar o conflito que está sempre presente nos pensamentos de Katniss. O livro não tem a intenção de criticar a política, mas para um bom observador, ele levanta algumas questões básicas, e faz o leitor refletir sobre a forma de governo que é imposta atualmente.

   Suzanne Collins conseguiu criar um universo brutalmente encantador que prende total e completamente a atenção do leitor do início ao fim, e Katniss é uma personagem que foi feita para inspirar, com suas atitudes maduras e calculadas. Jogos Vorazes é sem dúvida alguma uma história que será lembrada por várias gerações, ao lado de grandes sucessos como Harry Potter e Nánia.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Eu adoro jogos vorazes o livro cativa bastante e cada personagem tem a personalidade certa principalmente a Katniss.
    Ótima resenha, Abraços

    ResponderExcluir

Subscribe