[Resenha] À primeira vista - Nicholas Sparks

05:50

Nome: À primeira vista
Autor (a): Nicholas Sparks
Nº de páginas: 256

Jeremy Marsh tinha três certezas: jamais se mudaria de Nova York, não se apaixonaria novamente e nunca teria filhos. Mas agora ele está prestes a se casar com Lexie Darnell e aguarda a chegada da primeira filha, enquanto conduz a reforma de sua nova casa na pequena cidade de Boone Creek, na Carolina do Norte.
Em meio a tantas mudanças, Jeremy luta para reencontrar o equilíbrio pessoal e profissional ao lado da mulher que o fez mudar todos os seus planos. Quando tudo parece estar entrando nos eixos, Jeremy recebe um misterioso e-mail que dá início a uma série de acontecimentos que irão testar a força dessa paixão.
Atormentado pela ideia de estar sendo traído, vivendo uma crise criativa que o impede de trabalhar e angustiado com a gestação complicada de Lexie, ele não poderia imaginar que o pior – e o melhor – ainda estava por vir.
À primeira vista captura toda a incerteza, a tensão e a angústia da vida desse jovem casal, mas também retrata o romantismo, o companheirismo, a descoberta e o amadurecimento que só o verdadeiro amor pode proporcionar.




Uma típica história do Nicholas Sparks. À primeira vista conta a história de Jeremy e Lexie, eles se apaixonaram assim que puseram os olhos um no outro e em menos de um mês já estavam noivos. O livro é meio bobinho, eu estava acostumada com aquelas histórias mais trágicas, os romances que começavam à partir de algum ponto interessante da história dos personagens, mas nesse livro não é assim. Em uma leitura habitual para mim, as quase 300 páginas seriam devoradas em no máximo três dias, porém, a história se arrasta muito e eu acabei enrolando, arrumando desculpa para não ler muito, resultado: levei quase duas semanas para terminar.

Jeremy é um escritor famoso por suas colunas que sempre geram o que falar. Enquanto está de passagem em Boone Creek, uma cidadezinha da Carolina do Norte, pesquisando mais sobre algumas luzes misteriosas que os moradores dizem aparecer no cemitério, ele conhece Lexie, uma jovem que perdeu os pais, mora com a avó, uma senhora que diz adivinhar o sexo dos bebês antes de qualquer ultrassonografia, e trabalha na biblioteca da cidade.

Logo de cara Jeremy fica encantado pela moça, e ela por ele. Lexie acaba engravidando, e como Jeremy achava que não podia ser pai, devido há algumas tentativas sem sucesso que acabaram levando ao fim do seu primeiro casamento, mas com Lexie ele enxerga um novo mundo, uma nova chance, e então decide largar sua vida em Nova York, escrevendo e mandando por e mail suas colunas para o seu chefe, e indo se casar e morar com Lexie na pequena Boone Creek.

No começo ele já sente os efeitos de morar em uma cidade pequena. Jeremy acaba tendo um bloqueio criativo e não consegue escrever nada. Com tempo ele começa a ficar angustiado, pois todo o seu dinheiro está indo embora em coisas para o bebê e na reforma da casa nova deles, que também foi comprada com o dinheiro de Jeremy. Vendo sua conta perto do vermelho e sem conseguir escrever nada, ele começa a ficar exausto e sem ânimo, como se isso já não fosse ruim, ele começa a receber e mails de um remente impossível de localizar, levantando assuntos que passaram pela cabeça de Jeremy, mas ele tinha feito um esforço para esquecer. Esses e mails geram uma série de acontecimentos que colocaram a relação dele com Lexie por um fio.

Jeremy começa a achar que está sendo traído e de repente tudo ao seu redor parece ser uma prova de que isso é verdade. Mas além das suspeitas, ele ainda tem que lidar com a gestação de Lexie que em uma ultrassonografia acaba se revelando de risco.

Nicholas Sparks tem livros melhores que esse, essa é a minha opinião. Ainda não li todos os livros publicados dele, mas esse foi uma decepção. Comparada à histórias como A última música e Um amor para recordar, esse livro é quase ruim. Digo quase porque surge um suspense no meio da história e isso prendeu a minha atenção por um tempo, mas depois a história se voltou para outro assunto repetitivo e eu acabei perdendo o interesse de novo. O livro não é ruim, mas também não é uma leitura que eu indicaria.  

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe