[Resenha] Provocante - Leslie Kelly

00:00

Nome: Provocante
Autor (a): Leslie Kelly
Nº de páginas: 417
(Li no Kobo)

Existe limite para a sensualidade? Isabella Natale leva uma vida dupla. De dia ela trabalha na confeitaria de sua família. De noite, se transforma em Rosa Escarlate, a dançarina exótica mais sensual de Chicago, uma sereia que deixa os homens enlouquecidos com sua máscara de veludo e calcinha fio-dental. Ninguém conhece seu segredo tampouco sua verdadeira identidade, nem mesmo Nick Santori, o novo segurança do clube… e a primeira paixão da vida de Isabella. Ele sempre viu a pequena Izzy como uma criança. Mas não há nada de infantil em sua reação a Rosa… Então, o que resta a ela fazer senão mostrar ao homem de seus sonhos que olhá-la é bom, porém tocá-la é melhor ainda…








Esse é um dos livros que mais me surpreenderam esse ano. Provocante aborda a sensualidade de uma forma que não deixa a história vulgar, muito pelo contrário, o enredo é instigante para o leitor. A autora traz o assunto de uma forma que mostra ao leitor que sim, é possível ser sensual sem se tornar alguém vulgar. Achei interessante a abordagem do assunto, a narração flui de maneira leve e detalhada e o enredo foi quase bem elaborado. Por mais surpreendente que a história tenha sido para mim, foi decepcionante encontrar tantas falhas no desenvolvimento. 

O livro conta com três narradores. Izzie/Rosa, Nick e em alguns momentos a prima de Izzie, Bridget. Izzie e Nick são o tipo de personagem com personalidade marcante que é difícil de esquecer, porém, Brigdet não tem uma personalidade definida, ela tenta imitar a prima, tenta ser uma versão de Izzie.

Izzie sempre gostou de dança e teve seu sonho realizado até que seu pai sofre um derrame e ela se vê voltando para Chicago, onde todos vivem uma vida tranquilamente e todo mundo se conhece desde sempre. Izzie consegue um trabalho em um clube aos fins de semana, e toda noite de sábado e de domingo deixa o avental de lado, coloca uma máscara se transforma em Rosa Escarlate, a mulher mais sensual que Chicago já viu e a atração principal do local.

Nick Santori está voltando para casa depois de anos servindo ao exército. Sua família o recebe de braços abertos, mas como qualquer família tradicional, fica tentando traze-lo para a vizinhança, tentando fazer Nick sócio do negócio da família e perguntando quando ele vai "sossegar". Para fugir um pouco da vida tradicional que o levou a se alistar, ele começa a trabalhar como segurança do clube onde Rosa se apresenta.

Izzie e Nick se conhecem desde pequenos, ela sempre teve uma paixão não tão secreta por ele. Nick não a via desde que Iz tinha catorze anos e era uma menina gordinha e desajeitada. Agora que ambos são adultos, fica difícil para Izzie reprimir um sentimento que sempre esteve presente em sua vida. Nick, por outro lado, se sente atraído por ela assim que a vê, e não consegue tira-la de seus pensamentos depois disso.

Brigdet por outro lado, é uma personagem que na minha opinião deveria ter ficado como secundária. A partir do momento em que a autora a colocou como narradora, adquiriu a responsabilidade de levar os leitores para o mundo dela, o que acontece apenas superficialmente. O final dessa personagem fica em aberto, o que é uma pena, pois eu tinha ficado curiosa sobre o futuro dela.

O livro é curto, não tem nem quinze capítulos, mas a história é desenvolvida de maneira rápida, o que também é uma pena, pois a autora poderia ter explorado mais o romance de Nick e Izzie e deixado a história mais interessante. 

You Might Also Like

8 comentários

  1. Pela sinopse o livro aparenta ser bom.
    Não conhecia ele. Vou colocar na minha lista de futuras leituras. Fiquei curiosa...

    ResponderExcluir
  2. Li esse livro e foi decepcionante.
    Pela sinopse pensei que fosse bom, quando os "incidentes" começaram, comecei a me empolgar achando que ia ficar com um pouco de policial... mas o fim foi horrível. A autora podia ter explorado o lado policial que poderia ter existido e deixado o livro mais empolgante. Ao invés disso, ela "partiu" a história e o final chegou mais rápido que o esperado.

    ResponderExcluir
  3. Eu li esse livro e gostei...
    Achei que a história flui de maneira rápida e precisa.
    Também fiquei chateada por não saber o que acontece com Bridget, mas o final fofo de Nick e Izzie compensou *-*

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia esse livro ainda. Mesmo com o que você disse, fiquei curiosa.
    Tenho mania de ler livros que outros dizem que não gostaram, só para saber se eu vou gostar ou se minha opinião vai ser igual.

    ResponderExcluir
  5. O livro é interessante. Eu o li no tablet da minha amiga. A ideia do livro é boa, mas a autora não soube desenvolve-lo. Também achei vago o final e assim como o Gustavo disse, ela poderia ter deixado o livro mais empolgante explorando a parte policial que surge.

    ResponderExcluir
  6. Eu li esse livro mês passado. Concordo com você Ingrid, a autora deixou o final de Bridget vago e o fim de Nick e Izzie poderia ter sido mais trabalhado. Também acho que ela devia ter explorado o lado policial. O livro teria ficado perfeito.

    ResponderExcluir
  7. O livro parece ser interessante pela sinopse, mas agora que li sua resenha fiquei na dúvida. Não quero perder tempo lendo um livro que possa me decepcionar.

    ResponderExcluir
  8. Já li e adorei ha, ha.
    Dá até vontade de ser stripper.

    http://inquietudessecretas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Subscribe