Amores que vem e que vão

00:30


Não sei qual a idade de vocês, mas eu tenho dezoito anos. E enquanto muitas pessoas que eu conheço vivem trocando de namorado e declarando amor eterno por umas duas pessoas por mês, eu só namorei sério três vezes. E só disse um "eu te amo" sincero para uma pessoa.

Não estou dizendo que não me apaixonei pelos outros dois. Até que gostei muito deles. Mas sabe quando você realmente gosta de uma pessoa? Quando você passa o dia pensando nela, e a noite sonha com ela, faz planos para o futuro e tudo? Isso só aconteceu comigo uma vez. E o que mais me admira é que eu era bem novinha na época, tinha uns 14 anos. Aí você para e pensa, "nossa Ingrid, mas como você diz isso se você só tinha 14 anos?" Simples, paixão é algo passageiro, o que eu senti pelos outros já passou. Mas lá no fundo, aquele carinha que fez eu me apaixonar em 2011, ainda mexe um pouco comigo.

"Nossa Ingrid, você parou sua vida por causa dele?" A resposta é não. Aqueles dois carinhas vieram depois dele, e alguns outras paixões já passaram também. "Então por que você não está com ele ainda, Ingrid?" Poucos sabem, mas foi a interferência de terceiros que me afastou dele. Nunca contei essa história a ninguém, mas acho que agora estou pronta para desabafar.

Onde eu quero chegar? Não sei. Só abri o word e comecei a escrever. Aí lembrei que tinha prometido mais textos e decidi postar esse. Não pensem que é fácil para mim apertar o "publicar" depois de quase quatro anos. Com certeza vou hesitar na hora de clicar no botão laranja, mas acho que está mais que na hora de tirar esse peso do meu coração. Então, caso você esteja lendo, aí está o motivo de eu ter pedido para você parar de me olhar naquele dia.

E para as meninas ou meninos que estão apaixonados ou sofrendo por amor, tenho alguns conselhos para vocês. Não desistam na primeira briga, ou deixem que outras pessoas se metam na sua vida. A vida é SUA viva ela da forma que quiser. "Ele/ela se foi?", pare e pense em todos os momentos felizes, sei que as lembranças ruins são um tormento, mas se nos focarmos nas ruins, tudo de bom que aconteceu será esquecido, e o mundo já é cruel demais para você se deixar levar pelo que ficou de ruim.

A vida é muito curta para sofrer por alguém, então ame ou se apaixone por pelo menos alguns minutos por dia. Seja através de um filme, ou de um livro, ou sonhando acordada com aquele carinha lindo que você viu no metrô. O que importa é que amores vem e vão. Essa é a vida. Cheia de altos e baixos, sorrisos e lágrimas, "olás" e "adeus". O que vai determinar sua felicidade é a escolha que você vai fazer em cada momento. Valorize os sorrisos, tenha fé nos "baixos" pois eles logo vão se tornar os "altos", sorria e chore, pois chorar às vezes é bom para lavar a alma. A vida pode ser linda se você souber como usá-la.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Seus textos são muito bonitos.
    Nem todos tem coragem e talento para se expressar dessa forma.
    Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Você escreve muito bem :o
    Não conhecia esse seu lado romântico na escrita. Mas você já vinha deixando umas pistas em outras postagens... Quem é? Quem é? Quem é? Morrendo de curiosidade agora.

    ResponderExcluir
  3. Nossa como você escreve bem!
    Sou uma seguidora nova, então ainda estou te conhecendo... Mas parabéns pelo texto. Muito bonito, me identifiquei bastante.

    ResponderExcluir

Subscribe