[Resenha] Joyland - Stephen King

00:30

Nome: Joyland
Autor (a): Stephen King
Nº de páginas: 240

Um pequeno conselho: não se aventure na roda-gigante em uma noite chuvosa.
Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer.
Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria. 
O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.




Esse foi o primeiro livro que li do autor. Para quem acompanha o blog a um tempo sabe que eu estava louca para conhecer as obras de King e... eu amei! Agora quero ler os outros títulos o quanto antes.

Joyland é narrado por Devin Jones, que após ter seu coração partido pelo seu primeiro amor, consegue um emprego em um parque de diversões. Não apenas pelo dinheiro, como também para ocupar seu tempo e não dar tanta atenção ao seu coração partido.

Quando começa a trabalhar em Joyland, Devin descobre que o trem fantasma do parque é assombrado pelo fantasma de uma moça que foi morta no local. Mas, o que chama a atenção de Devin, é a história por trás do assassinato. Pelo que saíram nos jornais, a garota foi mais uma vítima de um serial killer que gostava de seduzir jovens em feiras e parques e abandonar os corpos com a garganta cortada.

O enredo gira em torno de Devin tentando desvendar os mistérios que cercam a morte da moça, também fala de amizade, coração partido e como é ter vinte e poucos anos. O livro aborda o sobrenatural como um toque a mais e não foco da trama. Se você está em busca de uma leitura cheia de momentos tensos e muito terror, aconselho a procurar outro título. Mas, se você, assim como eu, não leu nenhuma obra do autor ainda, esse livro é uma ótima apresentação.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Esse foi um dos livros do rei que mais gostei <3

    ResponderExcluir
  2. Esse foi meu primeiro livro dele também, foi minha última leitura de março! Gostei bastante!

    ResponderExcluir
  3. Esse foi meu primeiro livro dele também, foi minha última leitura de março! Gostei bastante!

    ResponderExcluir

Subscribe