[Resenha] Shingaling, Extraordinário #Extra - R. J. Palácio

00:30

Nome: Shingaling
Autor (a): R J Palacio
Nº de páginas: 136
Série: Extraordinário #Extra


Extraordinário se tornou um best-seller ao narrar os desafios enfrentados por Auggie, um menino de aparência incomum. Na sequência do romance, J.R. Palacio lançou os e-books O capítulo do Julian, narrado pelo menino que mais fazia bullying contra Auggie na escola, e Plutão, narrado pelo amigo de infância do protagonista. Agora quem conta a história é Charlotte, uma das crianças que recebem Auggie no dia em que ele vai conhecer a escola.
Em Shingaling, temos a oportunidade de conhecer melhor a personagem cuja presença é decisiva em momentos importantes da vida de Auggie. Ela conta sobre sua amizade com Summer (as duas solucionam um mistério juntas) e sobre como foi, para as meninas da escola, começar a conviver com o menino mais extraordinário que já haviam encontrado. Charlotte aproveita para mostrar sua mania de fazer diagramas e explicar como elaborou o preceito citado no final de Extraordinário: “Não basta ser amigável. Você tem que ser amigo.”





Nesse extra de Extraordinário, temos a história narrada por Charlotte. Ela é uma garota que se preocupa demais com o que vão pensar dela, e isso acaba influenciando sua personalidade.

Mas, ela não é uma garota má. Muito pelo contrário, ela é altruísta, se preocupa com todos a sua volta. Por isso, o diretor da escola não pensou duas vezes antes de incluí-la no grupo de alunos que dariam as boas vindas a Auggie quando ele entrou na escola.

Ela nunca tratou Auggie mal, sempre falava 'oi' quando o via pelos corredores do colégio e, se manteve neutra durante as 'guerras' que surgiram entre os meninos, ou quando criaram o jogo 'A Praga'. Ela gostava de Auggie, mas por medo do que pensariam dela, não fez esforços para se aproximar do garoto e ser sua amiga.

O sonho de Charlotte era fazer parte do grupo de garotas populares da Breecher Prep, e quando a professora anuncia o trio que apresentará um número de dança no Carnegie Hall, ela vê ali sua chance de ingressar no grupinho popular.

O livro aborda a necessidade que algumas pessoas sentem de serem notados. Mas, até que ponto vale a pena se sacrificar em nome da popularidade? 

Mais uma vez a autora me surpreendeu com uma história bonita e bem escrita. Nesse livro não temos o drama de Extraordinário ou O capítulo do Julian. Mas, ainda assim, ensina uma lição muito importante aos leitores: Seja fiel a quem você, não importa o que pensem de você!

You Might Also Like

3 comentários

  1. Li extraordinário e me apaixonei, ainda não li os extras mas estou curioso, também gosto quando os escritores fazem extras, são complementos que tornam a história mais real

    ResponderExcluir
  2. Achei a historia de charlotte bem fofinha, mas não tão emocionante quanto a de Julian.
    Masa mensagem é tão bonita quanto

    ResponderExcluir
  3. Acho os livros da R J Palacio são muito gracinha...
    Todos os livros dela tem uma mensagem bonita e os personagens são incríveis e reais, então é fácil entrar no personagem ou se identificar de alguma forma.

    ResponderExcluir

Subscribe