[Resenha] Praticamente inofensiva, O guia do mochileiro das Galáxias #5 - Douglas Adams

11:29

Nome: Praticamente inofensiva
Autor (a): Douglas Adams
Nº de páginas: 206
Série: O guia do mochileiro das galáxias #5

Os anos mais conturbados como um viajante solitário já haviam passado. Arthur Dent se resignara à nova condição e se acostumara à vida pacata e relativamente feliz como Fazedor de Sanduíches em Lamuella. Conquistara até um certo prestígio junto aos habitantes locais e fazia disso um bom argumento para continuar por lá. 
Ao mesmo tempo, Ford Prefect via-se num conflito profissional ocasionado pela repentina venda do Guia do Mochileiro das Galáxias para outra editora. Sem compreender o funcionamento do novo Guia – que passara a se "comportar" de forma estranha – e não gostando nem um pouco de seu novo cargo como crítico de restaurantes, Ford se mete em alucinantes roubadas para não sair prejudicado (e para obter algum lucro, é claro).
Em outro ponto do Universo, Tricia McMillan havia feito fama intergaláctica como repórter e levava uma rotina razoavelmente satisfatória, até um pequeno planeta chamado Rupert ser descoberto e tudo começar a dar estranhamente errado em sua vida.
Espalhados pelos mais insondáveis cantos da Galáxia, Arthur, Ford e Tricia iam tocando suas vidas da melhor forma que podiam, mas tudo se complica novamente quando eles se reencontram. Tentando manter a sanidade e salvar a si mesmos, eles acabam assistindo juntos ao inevitável destino da Terra. Com reviravoltas surpreendentes, Praticamente Inofensiva traz aguardadas respostas, lança novas perguntas e, acima de tudo, faz o leitor lamentar o fim da saga de Dent e seus companheiros.




No quinto volume da série, um dos melhores (na verdade não sei de qual gosto mais), Douglas Adams continua com seus cenários impensáveis e seus diálogos estranhos que me ganharam lá no primeiro volume, nas primeiras linhas. A narrativa e o enredo inigualáveis o colocaram entre os meus livros favoritos e o autor me conquistou ainda mais nesse último volume.

Em Praticamente inofensiva continuamos seguindo Ford e Arthur, que no momento estão separados e Trillian que está de volta ao planeta azul. Nossos personagens descobriram qual era a Mensagem Final de Deus para Sua Criação, e perderam o robô mais incrível do mundo, Arthur e Ferchunch decidem voltar para a Terra, mas antes que façam isso, Ferchunch desaparece. Na verdade ela some de repente. E isso leva Arthur a voltar a vagar pelo universo, dessa vez procurando por Ferchunch (Tô falando muito o nome dela para tentar aprender, eita nomezinho complicado...)

Quanto a Ford, ele está no prédio do Guia do mochileiro das Galáxias, lá dentro ele descobre que uma empresa chamada InfiniDim comprou o Guia, o reinventou e o está vendendo em vários universos. 

Enquanto isso tudo acima acontece, Trillian é levada a um planeta chamado Rupert (descoberto recentemente e faz parte do Sistema Solar).

Agora vamos voltar para a Arthur (e se sentem, pois a coisa fica bem confusa). Arthur acaba indo parar em um planeta chamado Lamuella, lá ele se torna o "Fazedor de sanduíches", um sanduíche feito com a carne de um animal chamado Besta Perfeitamente Normal. Um belo dia, Arthur está lá, fazendo seus sanduíches tranquilamente e ensinando ao seu aprendiz a arte dos sanduíches de Bestas Perfeitamente Normais quando Trillian surge no planeta e deixa Random aos cuidados de Arthur.

Quem é Random? A filha de Arthur com Trillian. "O quêêêê?" Deve está passando na sua cabeça agora, mas sim, você não leu errado. Como? Arthur vendeu seu sêmen para conseguir uma passagem de primeira classe em uma de suas viagens.

Então, agora que foram apresentados vamos falar um pouco sobre Random, ela é a típica aborrecente. Pouco depois que sua mãe a deixa aos cuidados de Arthur, ele recebe um pacote de Ford, que foi enviado do Guia. Arthur deixa bem claro que ela não deve mexer na correspondência (e claro que ela mexe).

Acontece que dentro do pacote estava o pássaro (a nova versão do Guia que Ford encontrou no prédio da InfiniDim). Random acaba indo parar na Terra. Ford e Arthur surgem montados em Bestas Perfeitamente Normais em busca de Random, eles vão parar em um bar onde está acontecendo um show de um tal de Elvis (não, ele não morreu haha).

E enfim, vários acontecimentos estranhos se seguem e como no primeiro exemplar da saga, este se encerra. 

O livro é,no mínimo, incrível. A narrativa de Adams prende a atenção do leitor e os diálogos, cenários e acontecimentos imprevisíveis e hilários deixam a leitura perfeita para qualquer momento. Indico a todos que leram os outros livros da série.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Acho essa saga bem confusa...
    Mas adorei os livros <3

    Arthur e Ford... melhores pessoas kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Essa é a minha saga favorita do momento. Li ano passado e já reli umas três vezes depois disso.
    Gostei mais de O restaurante no fim do universo

    ResponderExcluir
  3. Achei a narrativa meio confusa
    Nem terminei de ler o primeiro livro

    ResponderExcluir

Subscribe