[Resenha] Profundamente sua, Crossfire #2 - Sylvia Day

02:00

Nome: Profundamente sua
Autor (a): Sylvia Day
Nº de páginas: 250

Gideon Cross. Ele é tão bonito e perfeito do lado de fora quanto é danificado e atormentado no interior. Ele era uma chama brilhante e ardente que me chamuscou com o mais escuro dos prazeres. Eu não poderia ficar longe. Eu não queria. Ele era o meu vício... meu desejo... todo meu. Meu passado foi tão violento quanto o dele, e eu estava tão machucada. Nós nunca iríamos ser normais. Era muito difícil, muito doloroso... exceto quando era perfeito. Aqueles momentos em que a voragem do amor desesperado eram a loucura mais requintada. Fomos completamente subjugados pela nossa necessidade. E a nossa paixão nos levaria além dos nossos limites para a mais doce borda da mais nítida obsessão.











"Não vou a lugar nenhum Eva. Mesmo se você quisesse ficar com ele, isso não seria suficiente pra eu abrir mão de você. Eu te quero demais. Quero você comigo, na minha vida, na minha cama. Se não puder ter isso, nada mais importa. Aceito o que você quiser me dar, não sou orgulhoso."

   Dessa vez começarei essa resenha de uma forma diferente. Profundamente sua se mostrou ainda melhor que seu antecessor e isso foi um ponto mais que positivo para a série. Nesse livro o leitor pode acompanhar a evolução do relacionamento de Eva e Gideon, e ao contrário de alguns tons que vagam por aí, a série Crossfire é um romance, e a narração é impecável. O leitor pode acompanhar como o sentimento dos personagens vão se intensificando aos poucos.

   No segundo livro da série Crossfire, é possível perceber que a autora não quis os holofotes voltados apenas para o sexo e sim para a forma como Eva e Gideon estão sendo capazes de lidar com seus fantasmas do passados, superando aos poucos seus traumas para que a relação deles dê certo. Mas, algumas coisas continuam do mesmo jeito, as crises de ciúme, o jeito possessivo e sexy de Gideon, as brigas, etc.



   O amadurecimento de Eva é o mais notável. Ela não foge de Gideon quando eles passam por alguma fase difícil, e isso já é um avanço. Ela fala o que pensa, e busca provar para Gideon que ele pode confiar nela para contar sobre o que aconteceu com ele no passado. Ela decide fazer sua própria investigação e vai em busca de respostas, um a um, ela interroga os envolvidos nesse assunto. Sem se preocupar com as consequências.

    Como eu havia dito na resenha de Toda sua, os segredos e traumas e Eva são revelados no primeiro livro, enquanto os de Gideon permaneceram um mistério para o leitor. No segundo livro da série, Gideon finalmente revela o que tanto o perturba e dessa forma, aumenta ainda mais o vinculo que possui com Eva, sem contar que essa é uma forma dele provar a ela que realmente se importa com o futuro da relação deles.

   Em comparação ao primeiro livro, aqui é possível ver o quanto os personagens estão maduros e o quanto estão se esforçando para fazer a relação da certo. Uma crise de cada vez. Um problema de cada vez. Um trauma de cada vez.

  Sylvia Day conseguiu mais uma vez envolver o leitor na história e fazê-lo se questionar sobre os acontecimentos. O fato desse livro não ser tão voltado para o sexo, prova que ela está querendo contar a história de um casal que faz de tudo para ter um futuro juntos, apesar de terem um passado traumatizado. E isso apenas reforça o que eu já disse, este é um romance com algumas cenas calientes, cinquenta tons de cinza é a narração de um filme pornô, que está sendo vendido como romance.

Avaliação: 

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe