[Resenha] Tutancâmon e sua tumba cheia de tesouros - Michael Cox

17:08

Nome: Tutancâmon e sua tumba cheia de tesouros
Autor (a): Michael Cox
Nº de páginas: 160

Ao longo de 3 mil anos de supremacia, o Antigo Egito foi governado por centenas de faraós. Mas entre todos esses reis poderosos, o mais lembrado é Tutancâmon. Desde o dia 23 de novembro de 1922, quando o arqueólogo britânico Howard Carter adentrou a tumba do 'Faraó Perdido', praticamente intocada até então, milhões de pessoas de todo o mundo puderam ver de perto a sua múmia e todos os seus tesouros. Este livro pretende mostrar toda a história dessa descoberta, assim como a história de vida de Tutancâmon e da vida no Egito Antigo, por meio de textos e tiras de histórias em quadrinhos.













Tutâncamon e sua tumba cheia de tesouros conta a história do faraó Tut de uma maneira bem humorada e cheia de piadas e ironias, o que torna a leitura leve e divertida. Mas eu encontrei alguns erros. Não são erros imperdoáveis, provavelmente a maioria passa despercebido por muitos leitores, mas como eu sei a história de Tut (gosto do Egito, estudei mais a fundo a história dele) percebi esses erros.

O livro é dividido em duas partes. A primeira conta como foi a vida de Tut e como era a vida no Egito naquela época. A segunda conta a aventura de Howard Carter, que foi o egiptólogo que achou a tumba de Tut.

A parte um é dividida em dez capítulos. Esses capítulos abrangem de forma resumida como foi a curta vida de Tut  Também fala das carruagens, do processo de mumificação,  e um pouco da história do Egito Antigo.

A parte dois é dividida em sete capítulos e foca mais em Howard e como ele encontrou a tumba de Tut. Essa aventura é narrada no mesmo estilo da primeira parte e conta com detalhes de como era a tumba e o que tinha dentro da tumba.

O livro é bom para quem quer se curar de uma ressaca (como eu), mas não serve para aprender. E digo isso sinceramente. A história de Tut é muito complexa e interessante que o livro deixa transparecer, senti muita falta das partes que contam sobre a maldição que dizem que caiu sobre a família de Tut quando seu pai decidiu impor a adoração a apenas um Deus. Essa parte é muito vaga nesse livro e dá a entender que quem entrou na tumba e perturbou o descanso eterno do faraó que foi amaldiçoado e a história não é bem assim...

Também senti falta de alguns detalhes de como era a vida no Egito a milênios atrás. Quando eles já eram desenvolvidos e muitos povos ainda nem sabiam construir suas próprias casas. O Egito é fascinante, e esse livro deixa muitos espaços em branco para um leitor que seja observador.


Fora isso a leitura é divertida e serve para curar uma ressaca literária. Terminei de ler A guerra dos tronos, ou seja, saí de um livro bem intenso e ainda estou tentando escrever a resenha dele, li esse livro para me distrair e acabou funcionando. Em resumo, Tutâncamon e sua tumba cheia de tesouros é um livro que indico para quem quer se recuperar de uma leitura mais intensa.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Oi, td bom?

    Achei a proposta do livro bem legal. Gosto quando tem tentativas dessa forma de aproximar a história de nós, leigos hehe

    Beijos!
    Arrastando as Alpargatas

    ResponderExcluir

Subscribe