A verdade sobre ter 20 anos

12:02

Já quero avisar que esse texto não será no estilo que vocês estão acostumados. Só quero desabafar com vocês umas coisas que vem acontecendo e comentar algumas coisas que percebi.

Dois anos atrás eu escrevi um texto sobre como era ter completado 18 anos. Lembro exatamente de quando me sentei na cadeira, liguei o computador e comecei a pensar em tudo que tinha acontecido comigo nos últimos 17 anos e o que mudou radicalmente no ano em que completei os tão aguardados 18 anos.

Agora, aqui estou eu, escrevendo para você sobre como é completar vinte anos. Honestamente? Estou assustada com como os meus 18 se tornaram 20 tão rápido. Mal me acostumei com os 19 e já tenho que colocar um dois na frente.

Para você, leitor, que ainda tem quinze anos ou menos, saiba que fisicamente não muda nada dos 19 pros 20, mas, magicamente, suas dúvidas e neuras se transformarão em um monstro que vai se instalar na sua cabeça 24 horas por dia, sete dias por semana. Isso ninguém te contou, não foi?

A verdade é que fazer 20 anos deixa tudo muito real. Bem vindos a vida a adulta, a partir de agora, todas as decisões que você tomar terão um grande impacto em sua vida e, adivinha só?, agora você vai repensar todos os seus atos e considerar as consequências mil vezes antes de agir (Isso não significa que você vai parar de fazer besteira, posso garantir que isso não acontece e com base em amigos mais velhos, nunca vai deixar de acontecer). O ponto é o seguinte, agora você começa a perceber que a vida está passando mais rápido, daqui a pouco você vai completar 21, depois 25 e quando menos esperar vai estar com 30. Sabe aquela fase de curtir a vida sem pensar no amanhã? Sinto te informar que a partir de agora, você tem pensar mais no amanhã porque ele é um elefante cor de rosa brilhante no meio de um velório, é impossível ignorar.

Se você tem 20 anos e já está na faculdade, ou já sabe o que quer fazer da vida, parabéns. Mas, se você está no meu time, das pessoas que estão desesperadas por ainda não fazerem a menor ideia do que cursar ou que carreira seguir e está  com a família inteira falando caquinha no seu ouvido sempre que te encontram, te pressionando para começar a trabalhar e "virar adulto", só tenho uma coisa para dizer: Calma.

Isso mesmo, calma. Não arranque seus cabelos ou se desespere por não saber o que fazer. Eu, por exemplo, sei que quero ser escritora. Mas, vamos encarar a realidade, no Brasil ser escritora é sinônimo de passar fome (A não ser que você seja uma Paula Pimenta ou Thalita Rebouças...). Então, sim, estou em pânico e mal consigo dormir pensando no que vou fazer para me sustentar, afinal de contas, não posso morar com minha mãe para o resto da vida.

E agora, entramos em outro assunto que também atormenta todos que chegam aos 20. Sair de casa. Eu não não quero morar longe da minha mãe, mas também não quero que ela me sustente, até porque isso não faz sentido e é vergonhoso. Mas, me imaginar morando sozinha e pagando minhas contas é um pouco assustador.

Tudo bem, esse ano foi uma pequena amostra grátis de como é morar sozinha para mim. Minha mãe trabalha o dia todo e minha irmã estuda em tempo integral o que significa que passei o ano sozinha em casa. Sim, eu que arrumo a casa, cozinho e até lavo a roupa. Mas, a noite elas chegam e a gente conversa. Quando eu me mudar, tudo isso vai mudar. Eu que vou trabalhar fora e a noite vou chegar e ter fazer o meu jantar e pagar minhas contas no fim do mês. Estão sentindo o drama?

Ao fazer 20, você percebe que a vida começa a passar mais rápido e tudo o que você faz (ou não faz) hoje, tem um impacto no seu futuro. É como se ao fazer 20, um botão fosse acionado em nosso cérebro e todo tipo de dúvida e medo se instala ali e te assombra o tempo inteiro.

Porém, para tranquilizar vocês tenho outra coisa para dizer. Esse conselho não foi ninguém que me contou, foi algo que eu percebi sozinha e apanhando muito da vida. Você não precisa desistir dos seus sonhos. Nunca é tarde para correr atrás do que você quer.

Corra atrás dos seus sonhos, mas sempre mantenha o pé no chão e considere a consequência dos seus atos. Bem vindo a vida adulta e Don't panic! (Essa citação de O guia do mochileiro das galaxias é perfeita para a situação haha).

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe